sábado, 27 de setembro de 2008

Supermotorcicleta conceito FERRARI



Utilizando o propulsor V12 de uma Ferrari Enzo — reduzido a 4 cilindros —em conjunto com o quadro de uma motocicleta,o designer israelense Amir Glinik criou uma jóia preciosa: a Ferrari V4 Superbike Concept. As linhas da máquina foram baseadas nas curvas dos automóveis esportivos da marca italiana e proporcionam um desenho chamativo. Como em todo conceito, os projetistas acabam exagerando um pouco. A V4 Superbike possui comandos de pilotagem inspirados em um caça F-16 e uma Ferrari de F1, contanto com uma tela de LCD sobre o tanque de gasolina.
http://motociclismo.terra.com.br/index.asp?codc=242#

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Exposição Gina Pfau

Legenda - Exposição Gina Pfau na Fundação Cultural de Blumenau
- Ray Martins (FCC/Fpolis) José Geraldo Reis Pfau, artista Gina,
Reynaldo Pfau Diretor da Galeria de Arte da Fundação e Mª Bernadete Pfau Roveri

Propaganda de Blumenau

Jornal de Santa Catarina

Ainda somos um outro país?
Como seria recebida hoje a propaganda que, há quatro décadas, transformou Blumenau na Europa brasileira. A peça ocupou oito páginas de uma das revistas mais populares do país e marcou o início do turismo de lazer na cidade
Blumenau - Em meio ao vale surge a cidade de ruas limpas, casinhas com cortinas coloridas e flores no quintal. Nelas, moram brasileiros louros de sotaque catarinense. Mas, observada com certo distanciamento, não é que parece um pedacinho da Alemanha? É a Blumenau dos anos 60 convidando os brasileiros a visitar a cidade. O convite foi um anúncio de oito páginas na edição de setembro de 1968 da revista de circulação nacional Seleções. Era a primeira vez que o município se mostrava ao país como a Blumenau Germânica. A campanha publicitária, batizada de Adivinhe que país é êste (assim mesmo, com acento circunflexo), é considerada um marco para o turismo da cidade.
- Essa iniciativa foi inédita no Sul do país. Nem Gramado (RS) existia como cidade turística. É a melhor peça da vida da comunicação deste município - entusiasma-se o publicitário José Geraldo Reis Pfau, dono de um dos poucos exemplares daquela Seleções na cidade.
As fotos do anúncio mostravam casas de "telhadinho em pé", de traços enxaimel, e faziam referência a paisagens da Alemanha, Áustria, Escócia, e Luxemburgo. O blumenauense era descrito como acolhedor e educado, alguém que, em vez de limpar os pés para entrar em casa, limpava para ir à rua. A idéia era convencer os leitores de que conhecer Blumenau era viajar ao Exterior sem passaporte ou moeda estrangeira. Deu certo.
Ao transpor o apelo da campanha para os dias de hoje, publicitários e representantes de entidades ligadas ao turismo são unânimes em afirmar que alguns dos conceitos explorados no anúncio não condizem mais. Mas a maioria acredita que a identidade germânica ainda é a melhor forma de atrair turistas.
- Só nós temos condições de ter um cenário 65% verde, casinhas enxaimel, gente loirinha, falando alemão na rua, tudo limpinho. Isso tudo ainda existe - complementa Pfau.
Os adjetivos atribuídos ao comércio, hotéis e restaurantes, no anúncio de 68, pediriam um realinhamento, concordam os publicitários Pfau e Cao Hering, ambos no ramo há mais de 30 anos. Os hotéis, por exemplo, foram anunciados como de categoria internacional. Procurador do município do governo Carlos Curt Zadrozny - prefeito que encomendou a campanha a uma agência paulistana - , o advogado Eunildo Rebelo compara:
- Em Gramado, o comércio de rua fica aberto 365 dias do ano. Aqui, chega sábado à tarde e fecha tudo. Deveríamos fazer pousadas bem feitas, em vez de hotéis verticais. Combinaria mais.
O presidente do Convention & Visitors Bureau, Luciano Monteiro Bem, diz que o aniversário de 40 anos do anúncio serve para reflexão. Ele admite que houve desaceleração nos investimentos, "como em todo o país", mas aponta avanços na qualidade do turismo receptivo, novas atrações, como o Feliz Natal em Blumenau, e a modernização dos hotéis.

Blumenau turística?
Entenda como se deu o pioneirismo de Blumenau na promoção do turismo:
- Em 1967, o prefeito Carlos Curt Zadrozny levou a experiência adquirida na iniciativa privada (ele era um dos principais acionistas da Artex, hoje Coteminas) para a prefeitura e criou a Comissão Municipal de Turismo
- Foi o início do turismo como atividade de negócios, com planejamento e incentivos municipais
- Em 1968, ele encomendou a uma das maiores agências de propaganda do país, a Denison Propaganda S/A, uma campanha para divulgar a imagem germânica da cidade. Foi aí que surgiu a campanha Adivinhe que país é êste
- O anúncio foi veiculado na edição de setembro da revista Seleções - leitura obrigatória das famílias brasileiras na época, com popularidade equivalente à da Revista Veja hoje em dia
- Na época, já existiam em Blumenau hotéis como Grande Hotel, Rex e Glória e restaurantes como o Gruta Azul
- Os anos seguintes foram de investimentos, tanto da iniciativa pública quanto de empresários. Foi aí que surgiram restaurantes como Frohsin e Moinho do Vale
- Blumenau, que já era conhecida pela produção de cristais, instrumentos musicais e malhas, tornou-se um pedacinho da Europa no Brasil. Tudo isso muito antes da Oktoberfest, que começou em 1984
- De lá para cá, muita coisa mudou (além da Oktober). Os tremores econômicos do país nas décadas de 80 e 90, além da crise têxtil, reduziram a capacidade de investimentos do setor turístico na cidade, cedendo espaço para outros destinos no Sul do país, como Gramado, Florianópolis e Balneário Camboriú
Fonte: Arquivo histórico, publicitários e ex-funcionários do governo municipal de Carlos Curt Zadrozny


segunda-feira, 8 de setembro de 2008

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

motos


moto chopper tunada



www.capetasdaserra.com
Hubless bike prototype moto chopper tunada

Moto mais veloz

KillaCycle tem dois motores elétricos e é a moto mais rápida do mundo.

Hub USB


Hub USB projetado como o motor de uma moto. Quando conectado a um computador emite o ruído de motores de motos.

Miniaturas - chaveiros

O site da Automodelli está no ar com a linha de miniaturas com ênfase nos modelos brasileiros.
Tem até chaveirinho do DKW#96, chique demais! Produtos absolutamente artesanais e fiéis aos originais.
Automodelli é de deixar os miniaturistas brasileiros cheios de orgulho.